Padre Leopoldo fundador da APAE de Valinhos é lembrado nos 110 anos de seu nascimento

8/18/2020

 Uma das mais importantes entidades assistenciais de Valinhos, a única com ISO 9001, foi fundada em 11 de abril de 1971, pelo padre holandês Leopoldo Van Liempet, que nesse dia 19 de agosto, estaria completando 110 anos de seu nascimento.
Em tempo de isolamento social, a APAE prestou uma homenagem através de um vídeo, que circulou nas redes sociais, onde o Professor Luiz Fabiano Jesuíno canta uma música feita em homenagem à entidade e ao seu fundador, mostrando alguns momentos especiais com os alunos.
Padre Leopoldo era um sacerdote holandês que escolheu Valinhos, para instalar a sua casa de acolhimento aos seminaristas em preparação. Nos 17 anos de sua permanência na cidade, a sua maior obra foi a fundação da APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Valinhos, entidade que presidiu de 1975 até sua morte em 9 de fevereiro de 1984.
Padre Leopoldo viveu 50 anos no Brasil. Era padre, mas não tinha paróquia, aos sábados celebrava a missa na garagem de sua casa no bairro Santa Cruz, onde morava com os seminaristas em preparação. Nos anos que morou em Valinhos ajudou na Matriz de São Sebastião, celebrando missas e casamentos.
Professor de filosofia na Pontifícia Universidade Católica de Campinas, emérito educador e acima de tudo um humanista, padre Leopoldo deixou um grande legado que foi a querida APAE.
Nos treze anos que acompanhou a APAE de Valinhos, padre Leopoldo sempre dizia que cada gesto, cada sorriso, cada movimento de uma criança com deficiência, fazia com que ele transbordasse de alegria e contentamento. Padre Leopoldo implantou em Valinhos um método revolucionário: um parque com música, flores, área livre com professores cuidadosos e comprometidos com os alunos.

+Notícias