Jovens da APAE no mercado de trabalho são exemplos de sucesso

8/19/2020

A APAE vai promover ações para comemorar a Semana da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla, que acontece de 21 a 28 de agosto, cujo tema é: Protagonismo Empodera e Concretiza a inclusão Social”.

Com a pandemia as ações propostas serão desenvolvidas de forma remota, com a participação da equipe, dos familiares, assistidos e a comunidade de maneira geral.

A coordenadora de Assistência Andréia Gomes de Araújo destaca a importância desse momento, especialmente para chamar atenção da sociedade sobre a conscientização da inclusão social.

“Quando se fala em protagonismo, autonomia e inclusão social, temos bons exemplos na cidade de Valinhos e desde que o programa de inserção no mercado de trabalho começou na APAE, cerca de 160 jovens foram inseridos nos mais diversos locais, incluindo, comércio, indústrias, prestação de serviço, cozinhas industriais, restaurantes, farmácias, etc., e temos tido um retorno muito bom do trabalho desses jovens, que se desenvolvem, ganham autonomia e passam a ter o seu dinheiro e com isso ajudam na renda familiar: completa Andréia.

Um bom exemplo disso está na recém inaugurada em Valinhos: Maravilhas do Lar, que abriu vagas para três jovens da APAE: Bruno Nelson Cremasco Padovani, Thiago Pereira Francisco e Caique Rodrigo Prata, que atuam como repositores.

A Fiscal de Caixa - Érika Gomes Pereira conta que antes dos meninos iniciarem na sua função, foi feita uma reunião de preparação com a equipe sobre acolhimento, maneira de passar as orientações e principalmente enaltecer o acolhimento. “Não sabemos o grau de dificuldade de cada um, mas posso garantir, que estamos aprendendo mais com eles do que eles conosco”.

Também o responsável pela rede de lojas – Raimundo Pereira dos Santos Filho, disse que os três garotos tem sido uma boa surpresa para Loja Maravilhas do Lar. “Oferecemos desafios e verificamos o grau de dificuldade, mas com isso estamos desenvolvendo neles a autonomia, no 1º dia ficaram à vontade, Bruno gostou do setor de potes, Caique das caixas organizadoras e o Thiago se adaptou fácil em vários setores e tem realizado um bom trabalho”.

 Raimundo destaca ainda que esse trabalho de inserção de jovens com deficiência é uma prática na Maravilhas do Lar, que também tem em outras lojas. “Sabemos como trabalhar com eles, ficamos atentos, insistimos e com muita paciência, até que eles percebem que tem muito a nos oferecer. Por exemplo um dos meninos tinha medo de subir na escada, hoje consegue fazer sozinho, arruma tudo com perfeição.   Para todos aqui na loja, a presença desses jovens nos faz lidar com a dificuldade de cada um, aprendemos a ter um olhar mais humano, fico muito feliz porque eles nos ajudam muito, no período de redução de funcionários, percebemos o quanto eles fizeram falta”.

Caique Rodrigo Prata, está no seu segundo emprego e se adaptou muito bem  no corredor de caixas organizadoras; Thiago Pereira Francisco já teve outras duas experiências e disse que está muito bem porque gosta de trabalhar com o público e o Bruno Nelson Cremasco Padovani é o mais experiente de todos, porque atuou durante 11 anos em supermercado.

Para o gerente encarregado da Maravilhas do Lar - Cleyton Leandro Oliveira, os três meninos tem surpreendido a cada dia, com destaque na autonomia. “Oferecemos o desafio de abastecer um determinado setor, isso para ver a evolução e eles respondem rápido. Quando voltamos eles querem saber se está bom e voltamos a pergunta o que você acha ficou bom? Se ficou bom, elogiamos e incentivamos para que melhorem ainda mais. Isso tem possibilitado um crescimento e uma melhora a cada dia”.

Mas é no momento de descanso e descontração que as características vão sendo evidenciadas. Na Maravilhas do Lar a responsabilidade Social é um destaque e ter uma equipe afinada ajuda nos negócios, destaca Cleyton.  “Após o almoço, eles podem jogar ping pong e na brincadeira vamos descobrindo as aptidões. Caique presta muita atenção nas orientações que recebe, mas no jogo disse que prefere o basquete;  o Thiago  teve uma evolução gigantesca dentro da loja e na hora de descontração fala da paixão do pai e do tio por carros antigos e o Bruno apresenta  muita desenvoltura pela sua experiência de trabalho, ele tem mais a expertise de moleque, gosta de instrumentos e de rock, agradeço por ter esses meninos na loja, o desenvolvimento deles é benéfico para a loja, parabenizo a APAE por este trabalho e podem contar conosco sempre, porque gostamos disso”, conclui o gerente Cleyton Leandro Oliveira.

Para a terapeuta  Ocupacional Luciana Hisamitsu de Oliveira e  para Assistente Social Alessandra Dias de Souza Forner, os depoimentos da empresa e a experiência dos meninos é uma demonstração de protagonismo, empoderamento e inclusão social e aproveitam para fazer um convite para que outras empresas possam disponibilizar  vagas para esses jovens que são preparados na APAE , para que possam  ingressar no mercado de trabalho.

+Notícias