“Setembro Verde” Colégio Degraus dá exemplo de inclusão

9/17/2020

do Brasil, uma ideia nascida na APAE Valinhos, tem como principal objetivo a inclusão social, inclusão no mercado de trabalho e a Apae tem vários exemplos de sucesso como a Larissa Oliveira Venutti, monitora infantil do Colégio Degraus de Valinhos.
A jovem Larissa atua desde maio de 2019 no Colégio Degraus e conta que no início fazia parte da equipe da educação infantil e agora atua junto ao Berçário e Maternal, acompanhando as crianças nas atividades desenvolvidas em sala, na alimentação e atividades de recreação.
 Giovana Saccá uma das proprietárias do Colégio disse que sempre teve vontade de trabalhar com a inclusão e no momento certo, entraram em contato com a APAE, conheceram o programa de Inserção no mercado de trabalho e deram início ao processo. Logo nos primeiros dias, o potencial da Larissa foi destacado e permitia agregar novas propostas de atuação.
A grande preocupação das proprietárias do Colégio Giovana Saccá e Kátia Menzotti foi o de  compreender a deficiência e repassar a todos os envolvidos, colaboradores e famílias, informações sobre essa questão, mas ao contrário do que pensaram, tudo aconteceu naturalmente e a questão da deficiência passou despercebida, graças a dedicação de Larissa.
“Ela nos surpreendeu, chegou com muita garra, vontade de aprender, alegria que contagiava, sempre pergunta o que é para fazer, como pode ajudar, se está fazendo certo. Sua educação com as companheiras de equipe, pais e alunos é impecável. Ela sempre está disposta ao novo e se desafia. É uma alegria tê-la conosco”, disseram as proprietárias do Colégio Degraus.
“O Colégio Degraus é o lugar que eu amo, adoro o trabalho e as crianças, a Equipe Degraus é abençoada por Deus, estou feliz aqui”, disse Larissa.
Na sua rotina, Larissa ajuda as professoras nas atividades, monitora as crianças no parque, arruma as caminhas na hora do soninho e no refeitório distribui os pratinhos de alimentos, oferece água e participa do momento das cantigas de roda.
Para a coordenadora de Assistência da APAE Andréia Gomes Araújo, exemplo como o da Larissa mostra o quanto o processo de inclusão vai além de se ofertar um emprego, ele garante à pessoa com deficiência, oportunidade de igualdade de direitos e acima de tudo um reconhecimento como profissional”.

 

+Notícias