Pessoas com Deficiência tem Delegacia Própria para suas denúncias

8/21/2017

Palestra com Dra. Samanta 1ª Delegada da Pessoa com Deficiência abre a Semana Nacional da APAE sobre deficiência intelectual e múltipla seus direitos necessidades e realizações.

 

 A abertura da Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla no dia 21, na Câmara Municipal, contou com a presença da 1ª Delegada da Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência Dra. Samanta Rihbani Conti, que veio proferir palestra sobre a Orientação a apoio eficiente à pessoa com deficiência

Dra. Samanta esteve com sua equipe Moacir Albuquerque Chefe da equipe de investigação, Fernando Lino interprete de libras e Mirian Monteiro Ribeiro psicóloga. Inicialmente foram, recebidos na APAE pelo presidente Luis Roberto Roson e diretores da entidade, onde puderam almoçar a conhecer um pouco do trabalho.

“Estou encantada com a organização da APAE, sua estrutura física e engajamento de profissionais de diversos setores de atividades. A nossa delegacia é a primeira do Brasil, foi criada em maio de 2014 e tem sido de suma importância para um público exclusivo, que não encontra acessibilidade em outras delegacias. Trabalho com uma equipe policial e equipe multidisciplinar, para garantir um atendimento humanizado. Estou feliz em estar em Valinhos, é uma honra, porque aqui é a terra do meu marido e seus familiares Dona Odete e Dr. Conti”, destaca Dra. Samanta.

Na Câmara Municipal a equipe foi recepcionada pelo presidente da Câmara Israel Scupenaro, vereadores Rodrigo Fagnani Popó e Kiko Belloni, presença da Deputada Estadual Celia Leão e José Marcelo Alduíno Vice Presidente da FEAPAEs e presidente da APAE de Jarinu.

A Deputada Celia Leão lembrou que são cerca de 45 milhões de deficientes do Brasil e a Delegacia para Pessoa com Deficiência merece esse respeito e apoio.

José Marcelo Alduíno falou da importância do encontro e enalteceu a iniciativa da APAE de Valinhos, de propor a criação do Setembro Verde que já alcançou o estado de São Paulo e logo estará em todo Brasil chamando a atenção para as pessoas com deficiência.

Dra Samanta iniciou sua palestra falando um pouco das conquistas da pessoa com deficiência, que antigamente era tratada como bicho, utilizada em circo ou exterminada da sociedade. Os direitos só vieram a partir da II Guerra Mundial, embora muitos tivessem sido exterminados junto com os judeus. Outra conquista veio em 1948 com a Declaração dos Direitos da Pessoa Humana, mas só a partir de 2009 é que temos uma legislação no Brasil.

A Delegacia da Pessoa com deficiência é um espaço onde em apenas três anos de existência, já registrou  oito mil denúncias  de ameaça, roubo, furto, lesão corporal, crimes mais comuns no período.

A participação da equipe multidisciplinar é fundamental no trabalho, quando fazemos uma diligência junto com o investigador se a pessoa é surda vai o intérprete de línguas, ou a psicóloga e assistente social depende o caso, prestam suporte ao atendimento policial e o encaminhamento para a rede de serviços públicos.

A Delegacia da Pessoa com Deficiência - DPPD foi criada através do Decreto 60.028/14 e presta atendimento em São Paulo, mas está à disposição de qualquer Distrito Policial no Estado de São Paulo, que necessite  de consultoria ou de suporte técnico para melhor atender essas pessoas.

Informações poderão ser obtidas pelos telefones: (11) 3311-3380 ou 3311-3383 ou pelo email violenciaedeficiencia@sedpc.sp.org.br

Além de uma cesta de frutas,  todos receberam um mimo especial confeccionado pelos alunos da APAE Valinhos.

+Notícias